Edição do dia
Qui, 06/04/2017 | Atualizado em: 06/04/2017 às 05h00

Vai ter torcida mista no Ba-Vi

José Cairo*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Dirigentes de Bahia e Vitória anunciaram ontem o resgate da torcida mista, tradição na antiga Fonte Nova.

Em coletiva na Arena – com a presença dos presidentes do Bahia, Marcelo Sant'Ana, e do Vitória, Ivã de Almeida, além de Ednaldo Rodrigues, presidente da FBF – ficou definido que, a partir do clássico de domingo, os jogos entre os rivais pelo Baianão terão um espaço dividido entre os torcedores das equipes. Serão vendidos 5.900 ingressos para o setor (na Arena, Leste Intermediário e Superior), o equivalente a 15% da bilheteria.

Os ingressos serão distribuídos da seguinte forma: 75% ficarão para o clube mandante, neste domingo o Bahia (29,5 mil ingressos); 15% à torcida mista e os outros 10% (4,5 mil) para o time visitante, o Vitória.

O acordo é válido para todos os clássicos pelo Baianão de 2017 e 2018. "Como prevenção, a gente preferiu fazer inicialmente só no Baianão. Dando certo, a ideia é ampliar", avisou Sant'Ana.

Os ingressos já começam a ser vendidos hoje, às 10h, nas bilheterias da Fonte, balcões da Ticketmix dos shoppings Salvador e da Bahia, e quatro Lojas Oficiais do Tricolor (Paseo Itaigara, Bela Vista, Salvador Norte e Estrada do Coco). O preço para a torcida mista será R$ 60 (inteira), mesmos valores da torcida visitante e do setor Oeste.

A decisão pegou de surpresa a Polícia Militar, como afirmou o tenente coronel Saulo da Costa ao Aratu Online: "Tivemos uma reunião para na semana passada e ficou decidido que a novidade não seria implementada já neste Ba-Vi. A PM não é contra a torcida mista, mas precisávamos de um tempo maior de planejamento. A polícia estará no estádio para fazer a segurança, mas a responsabilidade no clássico deste domingo será do clube mandante".

* Sob a supervisão do editor-coordenador Luiz Teles

Publicidade