logo Jornal Massa!

Nas Ruas

Qua, 13/06/2018 | Atualizado em: 13/06/2018 às 05h00

Herói Agente de trânsito evita fim trágico

Conteúdo Raul Aguilar

Raul Aguilar

redacao@jornalmassa.com.br

Quando iniciou o trabalho na tarde da última segunda-feira (11) o agente de trânsito Eduardo da Silva Figueiredo, 51, não imaginava que ao fim do expediente seria recebido na sede do órgão como herói.

Durante sua ronda pela região do Iguatemi, Eduardo recebeu a informação do Núcleo de Operação Assistida (Noa) de que um homem ameaçava se jogar do viaduto Raul Seixas, próximo à rodoviária.

Ao chegar no local, o agente percebeu que um homem estava no parapeito do viaduto e conversava com duas pessoas. Foi quando resolveu agir. "Tirei o colete do rádio-transmissor para não chamar a atenção e caminhei devagar até ele para não ser notado. Um dos homens que conversava com ele me olhou e eu fiz sinal para ele continuar conversando" contou.

Quando chegou perto, o agente agarrou o homem e o puxou para pista. "A adrenalina era tanta que o rapaz parecia uma pluma, não senti peso nenhum", lembra. Eduardo afirmou que a firmeza que sentiu e o curso de socorrista feito antes de entrar na Transalvador o ajudaram. "A confiança e o conhecimento técnico me ajudaram, mas na hora a gente não pensa muito nisso. Afinal, em uma situação como essa existe a chance de dar errado. Não me considero herói, fiz o que qualquer pessoa faria em um momento daquele", disse sem nenhuma pretensão.