logo Jornal Massa!

Plantão

Ter, 14/11/2017 | Atualizado em: 14/11/2017 às 05h00

Atropelo Castigo pra ladrão chegou sobre rodas

Conteúdo ANDREZZA MOURA

ANDREZZA MOURA

andrezza.moura@jornalmassa.com.br

Para Luis Antônio de Jesus dos Santos, 38 anos, parece que 'o castigo veio a cavalo', quer dizer, 'a ônibus'. Ele morreu ontem de manhã, na Av. Vale do Tororó, nas proximidades da Estação da Lapa, ao ser atropelado por um ônibus da Integra Plataforma, quando tentava fugir de populares após roubar o celular de uma mulher, na Rua da Mesquita dos Barris, nos Barris.

Conforme testemunhas, depois do crime, Luis foi perseguido por dois homens e, ao tentar atravessar a rua e desviar de um táxi, foi atropelado pelo veículo. "Ele desceu correndo e os caras vieram atrás, um estava com uma barra de ferro. Aí o taxista fechou ele [Luis] e o ônibus pegou. Morreu na hora", contou um comerciante.

Conforme Paulo Portela, coordenador do Serviço de Investigação (SI) da 1ª Delegacia (Barris), há muito tempo Luis vinha praticando crimes na região da Estação da Lapa e nos Barris.

Ontem, antes de roubar o aparelho celular da mulher, ele já havia realizado outros roubos na companhia de dois comparsas, segundo Portela. Os comparsas dele fugiram.

"Ele era conhecido como Ratinho, praticava vários roubos naquela região. Quando os outros fugiram, os PMs foram atrás, mas não os encontraram. Estamos tentando prendê-los", afirmou o investigador.

Ao ser atropelado, Luis deixou cair um saco com vários controles remotos de som de carro. O aparelho celular da vítima não foi encontrado no local.