logo Jornal Massa!

Viver Bem

Qui, 12/10/2017 | Atualizado em: 12/10/2017 às 05h00

Beber, cair e não levantar é barril

Conteúdo Cleane Lima*

Cleane Lima*

cleane.lima@jornalmassa.com.br

Se você é uma pessoa que consome muita bebida alcoólica, deve ficar alerta, pois você pode comprometer o seu pâncreas e desenvolver uma pancreatite.

De acordo com a endocrinologista do Hapvida, Renata Cerqueira, tanto a pancreatite aguda quanto a crônica são causadas principalmente pelo consumo excessivo e prolongado de álcool. "A aguda também pode vir de outros fatores, como cálculos biliares, doenças da vesícula, infecções virais, altos níveis de lipídios no sangue, fatores genéticos e alguns medicamentos", afirma.

A inflamação é causada quando as enzimas digestivas produzidas pelo pâncreas tornam-se ativas dentro da glândulas. "As enzimas digestivas devem se tornar ativas somente quando atingem o intestino delgado, e quando isso não acontece, desencadeia um processo inflamatório autodigestivo provocando inchaço e hemorragias", explica.

Os sintomas comuns são dores abdominais, fezes com gordura, náusea, vômito, febre e icterícia. Para evitar a inflamação, a especialista recomenda que a pessoa mantenha um estilo de vida mais saudável.

"Paute sua vida em atividades físicas regulares, baixa ingestão de bebida alcoólica, alimentos não gordurosos e evitar alimentos processados", ensina a endocrinologista.

* Sob a supervisão da editora-coordenadora Ana Paula Ramos.