logo Jornal Massa!

Esportes

Qui, 20/04/2017 | Atualizado em: 20/04/2017 às 05h00

Eliminado Leão de pouca ação

Conteúdo Tiago Lemos

Tiago Lemos

tiagolemos@jonrlamassa.com.br

A derrota por 2 a 0 no Barradão foi mesmo decisiva para a eliminação do Vitória na Copa do Brasil. Ontem, em Curitiba, o rubro-negro precisava vencer o Paraná Clube por dois gols de diferença, mas pouco criou no ataque e ficou apenas no empate por 0 a 0.

Agora, a equipe comandada por Argel Fucks precisa focar nas brigas pelos títulos baiano e do Nordestão. Neste domingo, no Manoel Barradas, o Leão joga pelo empate diante do xará de Conquista para se garantir na decisão do Estadual – partida de ida terminou 1 a 1.

Na quinta-feira da próxima semana, também dentro de seus domínios, o clube vermelho e preto vai disputar o primeiro Ba-Vi das semifinais do torneio regional.

Sobre a partida no Estádio Durival Britto, o Vitória mostrou os mesmos problemas de criação do duelo de ida contra a equipe paranista e do primeiro jogo contra o Bode. Um time que precisava de pelo menos dois gols não superou o bloqueio defensivo de um adversário da Série B do Brasileirão.

A chance mais perigosa da primeira etapa ocorreu após cobrança de bola parada. Patric bateu escanteio e Cleiton Xavier, de cabeça, exigiu boa defesa do goleiro Leo. Nos contra-golpes, o Paraná também assustava, mas foram poucas as oportunidades.

No segundo tempo, o Leão foi para o abafa e quase deu certo quando o goleiro Leo passou da bola, mas Patric não chegou a tempo de chutar. No fim da partida, Fernando Miguel defendeu finalização de Jonas Pessali em rápida jogada paranista. Leo também fez boa defesa em chute de Pineda.

"Não perdemos o jogo aqui, mas em casa. Deixamos de fazer o nosso dever. Não tiramos o mérito do Paraná, mas lá a gente propôs o jogo, não fizemos e acabamos tomando", disse o volante Willian Farias, logo após a partida em Curitiba.